Cazuza, um idiota morto.

13 comentários

Jamais seremos repreendidos nessa época de liberdade estóica, onde Mussum tragava estopa e Jeremias absorto em mora.


Foto: Ponte Estaiada na Marginal do rio Pinheiros em São Paulo

Texto abaixo encontrado na minha caixa de spam. Providência Divina? Texto cima viagem minha.

É provavelmente o grito mais desesperado de uma alma cansada de ser estuprada pela sua realidade.

Segue na íntegra:

ATÉ Q ENFIM ALGUÉM SENSATO EM FALAR O QUE TODOS SABIAM...

Esse cidadão dizia "todos os meus heróis morreram de overdose". E era aplaudido.
 
É .... DEVIAM COLOCAR o txt abaixo NUM OUTDOOR LÁ NA PRAÇA CAZUZA, NO LEBLON...
Psicóloga x Cazuza!

Esta mensagem precisa ser retransmitida para todas as FAMÍLIAS!

Uma psicóloga que escreveu, corajosamente algumas verdades.

Uma psicóloga que assistiu ao filme escreveu o seguinte texto:

'Fui ver o filme Cazuza há alguns dias e me deparei com uma coisa estarrecedora.. As pessoas estão cultivando ídolos errados..
Como podemos cultivar um ídolo como Cazuza?

Concordo que suas letras são muito tocantes, mas reverenciar um marginal como ele, é, no mínimo, inadmissível.

Marginal, sim, pois Cazuza foi uma pessoa que viveu à margem da sociedade, pelo menos uma sociedade que tentamos construir (ao menos eu) com conceitos de certo e errado.             

No filme, vi um rapaz mimado, filhinho de papai que nunca precisou trabalhar para conseguir nada, já tinha tudo nas mãos. A mãe vivia para satisfazer as suas vontades e loucuras. O pai preferiu se afastar das suas responsabilidades e deixou a vida correr solta.

São esses pais que devemos ter como exemplo?

Cazuza só começou a gravar porque o pai era diretor de uma grande gravadora..

Existem vários talentos que não são revelados por falta de oportunidade ou por não terem algum conhecido importante.

Cazuza era um traficante, como sua mãe revela no livro, admitiu que ele trouxe drogas da Inglaterra, um verdadeiro criminoso. Concordo com o juiz Siro Darlan quando ele diz que a única diferença entre Cazuza e Fernandinho Beira-Mar é que um nasceu na zona sul e outro não..

Fiquei horrorizada com o culto que fizeram a esse rapaz, principalmente por minha filha adolescente ter visto o filme. Precisei conversar muito para que ela não começasse a pensar que usar drogas, participar de bacanais, beber até cair e outras coisas, fossem certas, já que foi isso que o filme mostrou.

Por que não são feitos filmes de pessoas realmente importantes que tenham algo de bom para essa juventude já tão transviada? Será que ser correto não dá Ibope, não rende bilheteria?

Como ensina o comercial da Fiat, precisamos rever nossos conceitos, só assim teremos um mundo melhor..

Devo lembrar aos pais que a morte de Cazuza foi consequência da educação errônea a que foi submetido. Será que Cazuza teria morrido do mesmo jeito se tivesse tido pais que dissesem NÃO quando necessário?

Lembrem-se, dizer NÃO é a prova mais difícil de amor .

Não deixem seus filhos à revelia para que não precisem se arrepender mais tarde. A principal função dos pais é educar.. Não se preocupem em ser 'amigo' de seus filhos.               

Eduque-os e mais tarde eles verão que você foi à pessoa que mais os amou e foi, é, e sempre será, o seu melhor amigo, pois amigo não diz SIM sempre.'


Karla Christine
Psicóloga Clínica

Ponto de vista, digamos, diferente, não?

Comportamento de usuários online é mais permissivo do que na vida real

2 comentários

Estudo comprova que as pessoas agem de forma diferente quando tratam de assuntos a partir da web ou pessoalmente.
Por Jacqueline Lafloufa



 

Estudo afirma que a “desinibição” online faz com que os usuários tenham atitudes diferentes quando estão online, em comparação com o que fariam na vida real. Parte desse comportamento é associado à anonimidade que a internet proporciona, que leva as pessoas a agirem com mais ímpeto do que fariam se estivessem cara a cara.

Segundo o relatório da EuroPSCG, 43% dos usuários norte-americanos se sentem menos inibidos quando online, e essa falta de inibição pode causar comportamentos tanto positivos quanto negativos. Metade dos entrevistados alegou sentir-se “mais a vontade para conhecer novas pessoas”, além de fazerem uso da web para colocar em prática algo que queriam fazer.

Mas 30% dos usuários responderam que fazem na web coisas que não se sentiriam a vontade de fazer offline. Cerca de um quarto dos homens questionados e quase 16% das mulheres afirmaram terem atacado empresas via web, em um comportamento que pode ser considerado extremado.
Segundo o site eMarketer, é importante que as ações de marketing das empresas mesclem elementos online e offline, para não gerar um comportamento exagerado por parte dos usuários, que se sentem protegidos pela web.

Outro ponto, destacado pelo site CNET News, é a mudança no modo como as pessoas preferem se comunicar. Quase metade dos entrevistados declarou que a comunicação eletrônica é muito mais conveniente que a comunicação presencial. Além disso, 60% dos participantes não acreditam que a socialização online é triste, e nem que é feita por pessoas antissociais, o que ajuda a derrubar o estigma criado em relação à comunicação via internet.

Fonte:  Jacqueline Lafloufa em 01/12/2009 14:19 Blog: Geeking

Estudo sobre chapeleta na escalada

0 comentários

O Blog de Escalada, representado pelo escalador Luciano Fernandes, mais uma vez presta um serviço importantíssimo à comunidade escaladora.

No seu último post, ele expôs um trabalho científico elaborado pelo escalador gaúcho Alexandre Porto Bonow que identifica os tipos de corrosão, suas causas e simula, em inúmeros testes em ambiente controlado, um dos problemas que mais causa acidentes graves na escalada: a quebra da chapeleta.

O grande problema é que existem tipos de corrosão que são 'invisíveis' ao olho nu.

Isso gera um grau de confiança no escalador, pois visualmente a chapeleta/fixação se apresenta em bom estado. Porém, no seu interior ela pode estar em um nível avançado de corrosão, quebrando muitas vezes não no momento da queda, mas no momento em que o escalador pára para descansar.

- O que podemos fazer para evitar esse tipo de acidente?
Podemos não escalar vias de dificuldade muito acima da nossa capacidade pessoal.


- Mas e a progressão? Como que fica?
No paraquedismo temos uma máxima que diz: 'Devagar é rápido'

- Mas a gatinha foi pra rocha comigo e eu não vou escalar aquele 7a, porque vai parecer que sou um novato de ginásio, criado pela avó, que tem o pinto pequeno!
Tudo tem o seu preço

Segue:
Muito se discute sobre o assunto grampo "p" x chapeleta. Claro que há muito "achismo" e pouca fundamentação científica neste aspecto.

Pessoalemente acho que toda teoria maluca tem de ter um embasamento científico. A mesma discussão se dá quando um outro dia foi publicado que nós "tiram" 50% de resistência de uma fita. Assim como alguns escaladores mais ligados à engenharia (eu não trabalho mais na área a um bom tempo) mostraram por meio de matemática que o número eta pra lá de exagerado. A discussão ainda está em suspenso esperando alguns testes de laboratório.

A UIAA publicou um ensaio sobre chapeletas que enferrujam em vias que ficam expostas a maresia.

Um ótimo trabalho científico foi feito por um escalador gaucho e está disponível na internet.

confira em : http://www.mundovertical.com/tecnica/analisechapeletas.pdf
Fonte: http://blogdescalada.blogspot.com/2009/12/estudo-sobre-chapeleta.html

Por que você deve desconfiar do que dizem sobre o aquecimento global.

2 comentários

Eu estava assistindo a um vídeo sobre o quanto a Apple se preocupa com o meio-ambiente, e, por isso, desenvolveu uma nova tecnologia para as baterias do MacBook, quando recebi no msn o link de um texto da Super Interessante, enviado pela minha querida amiga e consultora para assuntos comportamentais Fernanda Magalhães.

O texto trata de algumas verdades sobre o aquecimento global e traz à tona uma discussão importante e um assunto para ser refletido por todos nós.

Mesmo quase ultrapassando o linear de uma teoria conspirativa contra todos os indícios que nos foram vendidos como verdade, o texto tem razão em inúmeros aspectos. Principalmente quando diz que algumas entidades se aproveitam do assunto para eleger produtos e criar (ou aumentar) a necessidade em adquirir coisas que tenham sido produzidas em processos benéficos ao meio-ambiente.

Alguns transformaram o princípio da auto-sustentabilidade num mero título marqueteiro para empurrar uma 'nova' tendência goela abaixo, se aproveitando da necessidade de cuidar do nosso planeta para aumentar sua lucratividade nesse novo mercado que se abriu: o mercado verde.

A reportagem da Super Interessante se inicia com o seguinte vídeo:


Cenas do documentário The Great Global Warm Swindle, que questiona a teoria  que o homem é o principal responsável pelo aquecimento global


E então segue explicando por um longo texto de 6 páginas (de leitura incansável e ótima redação) que existe um grupo de céticos que questiona a verdade por trás do que a mídia em geral nos apresenta.

Ao final, demonstra que existem coisas muito importantes que não podem ser deixadas de lado como a prevenção contra o HIV, diminuição da fome ou combate à malária.

Devemos sim continuar nossa jornada em busca de um planeta mais saudável. Porém, não podemos deixar de questionar se os métodos utilizados para isso são abusivos ou somente existem para gerar receita a alguma cúpula, que se utiliza da fragilidade do nosso planeta para garantir não mais que a sua própria sustentabilidade.

Fonte:http://super.abril.com.br/revista/239/materia_revista_231035.shtml?pagina=1

Capitão Kirk explica porque escala.

0 comentários

Ainda estou rindo do vídeo que acabei de assistir no Blog de Escalada, do meu querido amigo Luciano Fernandes.

Como amante de Star Trek e afins, jamais poderia deixar de postar o incrível vídeo aqui.

Segue:
No mundo dos nerds a mitologia "Star trek" é como uma religião. Muita filosofia, metafísica, metalinguagem e muito mais do que possa imaginar.

Está disponível na internet um vídeo do Capitão Kirk (vivido pelo ator William Alan Shatner) em que filosofa sobre as montanhas e a vida. E principalmente "Porque escalo"

Toda a filosofia está em inglês.


Fonte: http://blogdescalada.blogspot.com/2009/11/star-trek-e-escalada.html

Só de sacanagem!

0 comentários

Eu estava transitando pelo Blog do DeRose, quando vi esse post e me lembrei que tenho esse CD e várias vezes já procurei por essa trilha para escutá-la no carro.

Realmente, é emocionante!